Variabilidade do pico de fluxo expiratório

O que é e como é feito?

Indicações e Contraindicações

Porque a SpiroLab é diferente?

Orientações para o exame

O que é e como é feito

Pico de fluxo expiratório é a velocidade máxima obtida em uma manobra de expiração forçada. A monitorização do pico do fluxo expiratório é feita através de um medidor portátil, que lhe será consignado durante o período de avaliação.

Pacientes com asma usualmente mostram uma variação diurna excessiva do pico de fluxo expiratório e esta característica pode ser utilizada para o diagnóstico e acompanhamento da doença.

  • Possibilita o aumento da sensibilidade para o diagnóstico de asma brônquica em pacientes com espirometria normal. Este exame é validado como critério diagnóstico pelo documento internacional GINA 2019.
  • Determina o melhor pico de fluxo expiratório pessoal, o que estabelece uma referência para comparações nas consultas médicas subsequentes e, principalmente, durante as exacerbações agudas. Está claro que o uso de valores previstos populacionais se mostra inadequado dada a ampla variabilidade individual.
  • Detecção dos casos de asma lábil.
  • Diagnóstico de asma ocupacional.
  • Pessoas com declínio cognitivo, incapazes de compreender as manobras necessárias e/ou ler e registrar os resultados no formulário específico.

Por que a Spirolab é diferente?

Atualmente, somos o único laboratório de Curitiba que realiza este exame

Orientações para o exame:

  • Durante o uso do aparelho, você deve ficar em pé ou sentado, com postura ereta, sem dobrar a região cervical. Segure o aparelho horizontalmente, mantenha as saídas desobstruídas e não coloque os dedos sobre a régua de medição.
  • Realize uma inspiração máxima fora do aparelho. Coloque o aparelho na boca, entre os dentes e feche os lábios em torno do bocal. A seguir, realize uma expiração forçada máxima, curta e explosiva. O esforço expiratório precisa durar apenas 1 a 2 segundos. Você deve evitar tossir, o que pode produzir valores falsamente elevados. Verifique a posição do ponteiro. Cada traço equivale a 10 L/min. Anote a medida.
  • Após cada sopro, retorne o ponteiro para a marca “zero”. Pelo menos 3 medidas devem ser realizadas e anotadas em cada sessão. Em geral, as medidas de uma mesma sessão não diferem mais do que 30 L/min. Se necessário, repita mais vezes e despreze os menores valores. Faça a primeira sessão pela manhã, logo após acordar. E a segunda, no fim da tarde, por volta das 17-18h. Sugerimos colocar um alarme no seu celular para não esquecer do horário. Caso você use uma “bombinha” ou costume fazer nebulizações para alívio dos seus sintomas, registre os dados antes do uso dos mesmos.

Códigos CBHPM para sua autorização e execução:

  • *Este exame não possui codificação e, portanto, somente é realizado como particular.